Free songs

Moçambique: Os encantos da África que fala português.

 

MoçambiqueO país africano banhado pelo Oceano Índico e que fala português como o Brasil e, também como o Brasil, tem muitas praias e florestas – além de savanas, safáris e uma riqueza cultural notável, Moçambique se estende por uma área do tamanho dos estados de Minas Gerais e Paraná juntos e é habitado por 23 milhões de pessoas.

Pelas ruas é comum ouvir o português misturar-se ao changana, tsonga, tchope, bitonga, macua e às mais de 30 línguas maternas nacionais. Se essa fusão linguística é comum na África, a estabilidade social e política, a segurança e a tranquilidade são diferenciais moçambicanos.

A capital, Maputo, tem, à maneira de Lisboa, sua própria “Baixa”. Ali, prédios com fachadas sofridas disputam a paisagem com monumentos e os novos edifícios corporativos. Para conhecer a região, prepare-se para uma boa caminhada, podendo começá-la pela belíssima estação de trem dos Caminhos de Ferro, do início do século 20 e que ainda guarda os arcos concebidos por Gustave Eiffel. Ainda na Baixa, vale conhecer a Mesquita Antiga, que ostenta uma bela fachada com arcos árabes, restaurada recentemente. Ela é bastante visitada em um país em que um quinto da população é muçulmano; vale também entrar na Casa do Elefante, tradicional loja de capulanas (lindas cangas utilizadas pelas moçambicanas), e na Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição. Aí, é continuar subindo a Rua Samora Machel até chegar à Praça da Independência, onde estão a Catedral e uma imponente estátua de 9 metros de altura do ex-presidente Samora, herói da independência. Dos museus, o mais interessante é o de História Natural, com sua coleção única de fetos de elefante do primeiro até o 22º mês de gestação. Termine o dia admirando o pôr do sol no Jardim dos Namorados, lugar preferido das fotos dos recém-casados, com vista privilegiada do Índico.

Moçambique tem 2 500 quilômetros de praias, mas é compreensível que os recém-chegados a Maputo, queiram colocar logo os pés no mar.

Mozambique_n2Maputo está no extremo sul do país, junto à África do Sul e à Suazilândia. A 500 quilômetros ao norte da capital, a Praia do Tofo, na província de Inhambane, é um lugar silencioso e de areia bem branquinha. Com sorte, um encontro emocionante aguardará você no fundo do mar: com uma espécie rara de tubarão-baleia. Inofensivo para a gente, o bicho pode chegar a 12 metros de comprimento, e isso só se alimentando de plâncton.

Avançando cerca de 300 quilômetros ao norte, chega-se a um dos destinos turísticos mais famosos do país, o Arquipélago de Bazaruto. Formado pelas ilhas de Bazaruto, Benguerra, Magaruque, Santa Carolina e Bangue, tem mar lindamente cristalino, atributo que se percebe da janela do avião. Quando se toca o pé na areia, mais uma agradável surpresa: a temperatura amena faz com que um simples mergulho seja uma atividade relaxante. Todo o arquipélago recebeu grandes investimentos turísticos nos últimos dez anos, especialmente Bazaruto, que agora abriga dois grandes resorts. Da cidade pesqueira de Vilanculos partem os barcos para as ilhas.

IMG_9053x1

Uma das experiências mais marcantes do turista no país, com certeza será o safári pelo Parque Nacional Kruger, uma das maiores reservas naturais do continente e com território que avança também por Moçambique. A apenas 115 quilômetros de Maputo, logo depois de atravessar para a África do Sul, avista-se o portão Crocodile Brigde. Por lá se consegue ver muito de perto impalas, macacos, zebras, búfalos, rinocerontes e girafas, todos livres.

Primeira capital do país, considerada pela UNESCO Patrimônio da Humanidade, a Ilha de Moçambique está tão distante de Maputo quanto Maceió de São Paulo. Seu conjunto arquitetônico tem construções dos tempos das Grandes Navegações, como a Capela de Nossa Senhora do Baluarte, único exemplar de prédio manuelino no país e a Fortaleza de São Sebastião. Além disso, conta com a bela Praia de Chocas Mar, afastada da agitação da ilha. Uma das imagens emblemáticas de Moçambique vem dessa região: as mulheres com rosto coberto por uma máscara branca feita com uma raiz chamada mussiro.

Chamin_s_Pomene_001_webAinda mais ao norte, na direção da fronteira com a Tanzânia, Pemba é garantia de mais sol e de águas mornas. A Praia do Wimbie é um dos destinos mais conhecidos, com quilômetros de águas límpidas. Para os amantes do kitesurfe, o ponto de encontro é na Praia Murrebue, a dez minutos da cidade. Em frente à Baía de Pemba se encontra o Arquipélago das Quirimbas, com 28 ilhas que se estendem ao longo de quase 400 quilômetros, hoje protegidas em um parque nacional marinho. O objetivo é preservar espécies como as tartarugas marinhas e os dugongos, mamíferos marinhos que lembram um peixe-boi e seguram a cria de uma maneira muito semelhante à humana.

Depois de desbravar praias, savanas e montanhas e conhecer cidades e vilarejos por todo o país, chega-se à conclusão de que o maior patrimônio de Moçambique é seu povo, respeitoso para com as diferenças e educado com os estrangeiros.

Moçambique é uma excelente opção de viagem. Nós realmente acreditamos que esta joia intocada da África Meridional seja o melhor lugar para fugir das multidões e relaxar no final de um safári africano.