Free songs

Filipe Pontes de Ribeirão Preto para o mundo com muita irreverência.

22mai2013---filipe-pontes-posou-para-o-uol-no-clube-novo-rio-zona-oeste-do-rio-de-janeiro-durante-entrevista-o-ator-revelou-que-chegou-a-fazer-faculdade-de-fisica-1369424303960_956x50027 anos de idade e seis de carreira. Nascido na cidade de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, onde também começou a fazer as primeiras imitações. No ar interpretando vários personagens no humorístico “Zorra Total”, da Rede Globo, Filipe Pontes ganhou o status de “maior imitador do Brasil”. O seu primeiro show solo, “Personalidades”, mostra toda a versatilidade do artista, homenageando figuras famosas da televisão brasileira, como Luciano Huck, Fábio Assunção, Antônio Fagundes, José Wilker, Tony Ramos, entre outros.

Foi durante os intervalos de gravações do programa “Vídeo Show”, entre uma imitação e outra, que o ator/comediante exibiu pela primeira vez todo seu talento.

Convidado a participar do programa “Domingão do Faustão”, em 2007, no quadro “Se vira nos 30” , Filipe passou a ter seu talento reconhecido pelo publico em geral e impressionou a direção da Rede Globo pelo seu carisma e competência.

A versatilidade e o improviso chamaram a atenção do programa Altas Horas, e foi após uma performance brilhante neste programa, que passou a integrar o elenco fixo de humoristas do Zorra Total.

Filipe Pontes- TufãoFilipe já imitou os personagens “Tufão”, interpretado por Murilo Benício em Avenida Brasil; “coronel Ramiro Bastos”, de Antônio Fagundes em Gabriela e atual “Dr. Chésar” de Amor a Vida, e Jorge de “Tapas & Beijos”.

Hoje o humorista lota as casas de espetáculos do Brasil com o show Personalidades, onde surpreende o público mostrando sátiras dos personagens que são sucessos na televisão. Em seu espetáculo, no formato Stand-Up Comedy, Filipe vive as situações mais engraçadas.

Para o comediante atuar no palco e na tevê são coisas bem diferentes. “No Stand-up, diz ele, fala-se do nosso dia a dia. As piadas são feitas sobre observações de situações engraçadas do nosso convívio. Busco sempre expressar o ridículo nos palcos e isso é fruto de um plano sequência no calor de uma plateia inflamada! Já na tevê é necessária uma conservação de técnicas para se fazer uma boa cena”, ensina.

Dr. Chesar (Filipe Pontes) e Galine (Carol Martin)Em entrevista ao Portal O Imparcial, Filipe comentou que também vislumbra o cinema e que fez algo para a telona, mas nada em alcance nacional.

Filipe Pontes apresenta um lado inusitado das “Personalidades” que você só vê pela TV. Com apenas um microfone, por exemplo, o maior imitador-humorista do Brasil, apresenta um show surpreendente com uma inovadora proposta que mistura o clássico Stand-up com imitações perfeitas de diversas celebridades da TV.

O talento de fazer imitações que o Filipe possui é incrível, mas uma coisa é certa: ele interpreta seus personagens com maestria e por isso é considerado um humorista completo. Por onde ele passa é reconhecido e, antes de embarcar para mais uma apresentação do seu show “Personalidades”, conversou em alto e bom tom com a Vitrine Brasil. Divirita-se, querido leitor!

Vitrine Brasil Você esta vivendo uma nova fase em sua vida, tinha ideia de fazer sucesso na TV em curtíssimo tempo?

Filipe Pontes Como diria Chico Anísio… O sucesso é apenas um acidente de percurso! Levo isso para minha carreira também. Adoro compor sátiras bem humoradas de nossas personalidades. E dividir isso com o publico, me gera uma grande satisfação! Completei seis anos de carreira e esperava sim esta resposta do publico da qual me senti muito gratificado!

Vitrine Brasil – Sua rotina de trabalho é cansativa?

Filipe Pontes Cansativa, não. Diria que é uma pesquisa diária, mas procuro sempre ter disciplina na criação para ter boas composições.

Vitrine Brasil – Como foi o Filipe Pontes criança, teve uma boa relação com a família?

Filipe Pontes Sim. Minha família é o bem mais precioso que Deus me deu. Adorava brincar na rua e sempre fui o líder das brincadeiras no colégio.

Vitrine Brasil – Você é um homem bonito, tem algum segredinho de beleza?

Filipe Pontes Bonito? (Risos!) Acho que o meu humor leva as pessoas a terem bons olhos em relação a minha pessoa.

Vitrine Brasil – Como avalia a sua participação no Programa Zorra total?

da-esquerda-para-a-direita-rodrigo-santanna-filipe-pontes-e-thalita-carauta-durante-gravacao-do-zorra-total-392011-1314905235933_pozkFilipe Pontes Assumi essa brincadeira séria de satirizar novelas e minisséries. Faço imitações das interpretações de atores e atrizes, como todos já sabem.

Vitrine Brasil – Quais são os seus planos e expectativas para esta nova fase da sua vida?

Filipe Pontes Pretendo em breve construir uma família e manter sempre essa eterna pergunta: qual será a próxima imitação?

Vitrine Brasil – O que gostaria de fazer em relação a sua profissão que ainda não fez?

Filipe Pontes Quero fazer cinema. Confesso que é meu projeto para 2014. Também quero fazer ao longo da minha trajetória, personagens dramáticos, pois me vejo como uma obra de arte da criação.

Vitrine Brasil – Tem preferencia por algum comediante ou humorista brasileiro?

Filipe Pontes Sem duvida Chico Anísio! É minha preferencia.

Vitrine Brasil – Quando você se descobriu engraçado?

Filipe Pontes A graça é de natureza espontânea. No fundo, no fundo, sempre percebia que ninguém me levava a serio. Foi no colégio, onde fazia esquetes (peça teatral com duração menor) bem humoradas, que conheci o retorno das risadas e o efeito que o humor teve na minha vida.

Vitrine Brasil – Qual sua opinião sobre o humor do constrangimento, que hoje é visto em alguns programas televisivos?

Filipe Pontes Não gosto de nada que seja gratuito ou por necessitar de uma situação constrangedora para ter efeito de humor. A comedia é o retrato das fraquezas humanas e não devemos usar de situações para expor o ridículo. Isso é inconveniente para mim!

Vitrine Brasil – Alguns atores, de forma até aborrecida, alegam que o stand-up não é teatro, como você enxerga esta polêmica?

Filipe Pontes Para mim se tratando da comédia não existe regra certa. O stand-up, a meu ver, é o novo tipo de fazer humor, pintando um quadro divertido sobre situações do dia a dia. É a comédia do cotidiano! Olhando, é claro, por uma visão subjetiva. Para os críticos, o espetáculo é tido como uma reunião de todas as artes (cenário, figurino, sonoplastia, dança canto, etc.). A única regra é fazer sorrir!

Filiipe1Vitrine Brasil – Em sua opinião o humor tem limite?

Filipe Pontes Sim. Não gosto de humor agressivo ou mesmo aquele que ofende a boa vontade do seu publico. É desagradável ver a apelação de palavras de baixo calão e de forma gratuita. Isso agride os ouvidos gerando desconforto a muitos. Para mim sustenta o chulo apenas.

Vitrine Brasil – Humoristas vêm ganhando cada vez mais espaço nas grades de programação, ao que atribui esse fenômeno?

Filipe Pontes Creio que os acontecimentos trágicos que estamos vivendo nestes dias, geram uma progressiva revolta emocional. A comédia se torna fértil aí, pois o desejo de sorrir é latente em termos de desgraças e desamor. Admiro a nova geração que teve sucesso com projetos pela internet. Isso fez uma larga diferença!

Vitrine Brasil – A escolha das pessoas que vai imitar parte de você mesmo ou alguém que te auxilia?

Filipe 10Filipe Pontes Cada imitação é para mim como se fosse um filho nascendo. Na verdade nunca sei qual será a próxima imitação, mas em breve será dita como um sopro na minha mente. Encaro como desafio para compor da melhor forma possível essa sátira homenagem!

Vitrine Brasil – Que imitação lhe deu mais trabalho?

Filipe Pontes Sem duvida a do Luciano Huck. Foram nove meses de pesquisas e confesso que quase desisti.

Vitrine Brasil – Como consegue concluir que a imitação foi bem sucedida?

Filipe Pontes Pelo efeito imediato de uma risada. Tem que ter uma resposta impressionista. O meu ouvido tem uma boa fidelidade a mim também. (RISOS!)