Free songs

Como recuperar cabelos danificados…

cabelo-danificado1Para mulheres que mergulham em toda novidade química apresentada no salão de cabeleireiros que promete dar um “up” no visual, chegar ao final de uma temporada de transformações com os fios mais duros e ressecados do que uma vassoura de palha não é difícil. O cabelo já é agredido diariamente pelo sol, poluição e vento, quando, além disso, entram as substâncias químicas, a saúde fica abalada e é preciso começar um processo intensivo de recuperação.

A primeira regra para madeixas saudáveis, de acordo com Nívea Ferreira, educadora da Wella, é tratar os fios antes de submetê-los à química. “O mais importante  é a proteção. Quando o cabelo é saudável, a coloração pode degradar, mas com tratamento é possível chegar ao estado de saúde inicial. Se já está seco e mal tratado, a coloração vai degradar ainda mais a matéria e o processo para recuperar ao nível anterior à química será mais difícil”, explicou.

Para devolver movimento e flexibilidade aos fios, Nívea aconselha a busca por um profissional e o início de uma reestruturação intensiva, uma vez por semana. No período, colorações e outros procedimentos químicos devem ser deixados de lado. “É o momento de repor os nutrientes e tratar as cutículas”, ressaltou a educadora. O alerta vale, principalmente, para as louras. Atingir tons dourados, na maioria das vezes, exige o uso de descolorante, o que “enfraquece muito” os fios, comentou.Um dos erros mais comuns é investir nos cuidados no salão de beleza e esquecer a situação danosa dos fios nos outros dias da semana, contou Nívea. Até lavar os cabelos pode prejudicar os fios, só de deixar na água eles ficam degradados, disse ela para justificar a importância dos cuidados em casa. Usar xampu e condicionar indicados para cabelos coloridos e com química é fundamental, exemplificou. O especialista em cabelos Anderson Tófoli contou que os produtos evitam a oxidação precoce da coloração.

Guarda-roupa capilarsoluções para cabelos

A chapinha não deve ser usada com freqüência e, para passar o aparelho, os fios devem estar completamente secos. Caso contrário, o calor frita o cabelo.

Os fios não precisam de camisa, calça ou peças íntimas, mas condicionador, leave-in, reparadores e protetores térmicos são essenciais, segundo Nívea. A roupagem já começa no banho: antes de passar o condicionador, tire um pouco da umidade dos fios com a mão, passe na extensão do cabelo, deixe três minutos e enxágüe, indicou. Passar condicionador na raiz não deixará o cabelo mais hidratado. Oo papel do produto, explicou a especialista, é tentar imitar a substância produzida pelo couro cabeludo que não consegue chegar as pontas.

Cabelo não é roupa para ser torcido; por isso, ao sair do banho evite fazer um “turbante” com a toalha enrolando as madeixas, para não provocar quebras. Quando molhados, os fios ficam sensíveis, e qualquer movimento brusco ataca as cutículas.

Condicionadores sem enxágue e reparadores devem ser sempre usados, disse Tófoli. “Quanto mais usar, mais resultado vai obter. É bom levar reparador na bolsa para reaplicar durante o dia”.

Lição de casa

Se for usar secador, protetor térmico é obrigatório. Em casa, é preciso ter cuidado com a escova, alertou Nívea. Quando o cabelo está molhado, fica mais frágil, e passar o secador puxando com a escova danifica os fios, justificou. O ideal é tirar a umidade, aplicar o protetor, secar somente com o secador e depois usar a escova, para dar tempo de “recuperar as pontes de hidrogênio”. Chapinha? Só quando os cabelos estiverem bem secos. O barulho semelhante ao de fritar alimentos quando o aparelho é usado em fios úmidos provoca o efeito citado, retira todo o líquido dos cabelos e resseca os fios. Para manter as madeixas saudáveis, apare as pontas a cada dois meses. Se tiver pontas duplas, corra para cortar, antes que ela desfie até a raiz e cause o frizz.

Na hora de pentear, cuidado e paciência são os ingredientes principais. Os fios devem ser desembaraçados de baixo para cima, e o conselho de Nívea é o uso de pentes largos. Prender os cabelos todos os dias, com elástico apertado, parte os fios no local, segundo o hairstylist Marcos Coraza. Se o cabelo estiver molhado, o resultado é ainda pior: pode causar mau cheiro, irritação no couro cabeludo, escamação e queda, alertou. Passar as mãos nos fios é um “vício feminino”, disse Coraza; porém, ele ressaltou a contaminação por dinheiro, parasitas de animais, bactérias e impurezas que acontece nesse contato.

O tratamento caseiro, se não for bem aplicado, pode prejudicar os fios. Nívea explicou que a reconstrução, por exemplo, deve ser feita de acordo com as indicações do fabricante para não causar saturação. Já as máscaras de hidratação estão liberadas para o uso frequente. Para manter as madeixas saudáveis, elas precisam ser aparadas a cada dois meses, disse Coraza. “Quando as pontas estiverem abertas, corra para corar, não deixe que a ponta dupla se desfie até a raiz causando o frizz”, completou.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*