Free songs

Aumenta a procura por sessões de acupuntura pelo SUS

Dezenas de pessoas fizeram o número de sessões de acupuntura na rede pública paulista explodir. O número de aplicações cresceu quase sete vezes (567%), nos últimos cinco anos. Foram 264,4 mil aplicações em 2011 (último ano com dados consolidados), ante 39,6 em 2007.

O médico ortopedista André Tsai, de 37 anos, é especialista em acupuntura desde 2004. Ele atua no Hospital Geral de Pirajussara, em Embu das Artes. De acordo com ele, a prática vem sendo cada vez mais indicada pelos médicos, devido aos bons resultados. “O maior motivo da procura é por conta de dor crônica. A pessoa já está cansada de tomar remédios ou fazer tratamentos tradicionais, e descobre que a acupuntura pode aliviar essa dor”, afirma.

Acupuncture needles on the back of a beautiful womanA técnica milenar, criada na China, é reconhecida desde 1988 pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas só em 1995 começou a ser considerada especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina. Além das dores crônicas, ela vem sendo bastante utilizada em pacientes com câncer, para reduzir náusea, vômitos e outros sintomas provocados pela quimioterapia. “É um método seguro, com poucas contraindicações”, diz Rebeca Cecatto, do Instituto do Câncer.

O Dr. Tsai avisa que é necessário, sempre, um diagnóstico prévio de um médico. “Às vezes, uma dor nas costas pode ser reflexo de algo mais sério, como pancreatite. A acupuntura é uma prática complementar, não podendo substituir o tratamento médico.”

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, criada em 2006, passou a oferecer à população o acesso às terapias não convencionais. Além da acupuntura, tratamentos com homeopatia, fitoterápicos, plantas medicinais e práticas corporais, como o tai chi chuan, passaram a ser disponibilizados no SUS.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*